Propostas do governo estadual para reconstrução do Rio Grande do Sul são destacadas em audiência pública no Senado

SEJA O PRIMEIRO A COMPARTILHAR ISSO >

Facebook
WhatsApp

Ao participar da audiência pública promovida pela Comissão Temporária Externa do Senado Federal que estuda medidas para a recuperação do Rio Grande do Sul, na segunda-feira (08), o secretário-executivo do Escritório de Representação do Estado em Brasília, Henrique Pires, destacou as propostas já apresentadas pelo governador Eduardo Leite.

Dirigindo-se aos senadores Paulo Paim, presidente da comissão, e Hamilton Mourão, relator, Henrique Pires enfatizou diversos pontos, como: a necessidade de alteração do CAM (Coeficiente de Atualização Monetária ), para desvinculá-lo da Taxa Selic e aproximá-lo do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo); a redução de juros vinculada temporariamente a gastos com educação e investimentos; a redução adicional dos juros, mediante o cômputo do esforço de privatização; a utilização do fluxo futuro de recursos do FNDR (Fundo Nacional de Desenvolvimento Regional), a título de amortização extraordinária na dívida do Estado com a União; e a permissão para amortização parcial ou total da dívida com a União, usando recursos que seriam recebidos do mesmo FNDR, criado pela Reforma Tributária.

O secretário de Reconstrução Gaúcha, Pedro Capeluppi, que participou da audiência por videoconferência, relatou os passos que estão sendo seguidos pela pasta e apresentou o endereço eletrônico da nova secretaria para que os interessados possam acompanhar os diversos trâmites em curso.

Ao concluir sua fala, Pires voltou a agradecer o convite da comissão, salientando a importância da inclusão, no relatório, do documento encaminhado por Leite ao Senado, no qual estão todas as sugestões oficiais apresentadas pelo Estado.

SEJA O PRIMEIRO A COMPARTILHAR ISSO >

Facebook
WhatsApp